Cerâmica Waurá, Mais do que panelas – Ensina Waurá a ser Waurá

Dentre as 15 etnias do parque indígena do Xingu, os índios Waura são os principais ceramistas. Detentores, segundo sua mitologia, de um conhecimento ancestral trazido pela “cobra-canoa”, exclusivamente para eles. Símbolo de uma identidade, a arte oleira waura é muito mais do que panelas. Ela ensina os Waurá a serem Waurá.

Tradicionalmente usada para cozinhar, servir, guardar e torrar o beiju, a cerâmica waurá é também suporte pedagógico durante a reclusão pubertária das meninas, usada como brinquedo pelas crianças, nos rituais pelos meninos, tida como prestígios político e econômico pelos adultos e como forma de expressão das imagens do mundo sobrenatural trazida em sonhos pelos pajés.

Quando destinadas aos rituais, as panelas são recobertas com pinturas ainda mais cuidadosas e refinadas. Sua beleza e eficácia técnica não são apenas índice de boa qualidade, mas características que confirmam a sua posição híbrida entre o mundo dos humanos e o mundo dos seres sobrenaturais, conforme explica o antropólogo Barcelos Neto.

Etnia: Waurá
Localização: Parque Indígena do Xingu – Mato Grosso
População: 529 (Siasi/Sesai 2012)
Tronco Linguístico: Aruak

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *